quarta-feira, 10 de setembro de 2008

O robalo do Fluorcarbono.

Boas. Hoje pela matina fiz-me ao pesqueiro. Quando estacionei o carro já lá estavam mais 10, pensei que estava tudo minado de gente mas ao chegar ao pesqueiro a maioria andava a mariscar perceves e mexilhão, a maré permitiu o acesso a sitios normalmente inacessíveis. Observei o espectaculo e pensei que há tradições que nunca acabam. Os velhotes com as varas de pau com gancho na ponta e caranguejo de plastico a apanhar polvo e as mulheres a mariscar nas rochas. Espectáculo. Tudo boa gente que responde ao bom dia e conversam um pouco. Uns ficam esbugalhados a olhar para a caninha de spinning e para a amostra no grampo. Pensam que sou doido.Adiante. Passo por uns pescadores de fundo e um deles tira um robalote no limite de medida, a coisa promete, pensei.Sigo para diante e numa rocha que fazia de proa ás ondas estaciono o material e começo a spinnar. O sol ainda não batia na água e a maré iniciava o ciclo de encher.Super spook e vai alho lá para a frente. Animo o melhor que sei e a coisa não dá nada.Mudo para Sammy115 AB a estrear. Fico satisfeito com o trabalhar e com o lançamento. Espectáculo.Nisto insisto na zona onde me pareceu que tinha potencial. Lançamento lá para a frente e vejo um turbilhão na água, falhou a amostra, ai que até as pernas tremiam. Parecia um cão quando lhe pomos um osso á frente e não o deixamos agarrar, até gane.Insisto na zona quando o mar pára entre sets e ao passar por cima de uma pedra, pimba, ai está o rei da festa. Bom peixe, boa luta, cana e carreto a trabalhar bem e tudo indicava sucesso. Ao pé de mim mas ainda na água vejo que deve ter 2+ kilos. Fixe.Como eu estava em cima de uma pedra a 1 metro da água, ecncosto o peixe de um dos lados, já cansado e sem grande estrebuchar enrolo a linha na mão e tento puxar o peixe em peso. Track.....o nó de ligação ao clip partiu. 0.30 de Vanish novo com allbright a 0.17 de Fireline. Lá se foi o bicho com uma amostra novinha em folha nos beiços. $%"$%/$)=)&&($%&#$=))(()=//()&/&$%$%""#%&$/&/.... foi o que pensei."Mas porque é não foste lá baixo buscar o peixe, mas porque é que usas pontas de fluor, mas por que é que perdes sempre amostras novas estupidamente, mas porque fazes as coisas sem pensar nas consequências. FOOOONNNNNNIIIIIIXXXXXXXXX." pensei outra vez.Estava vermelho de adrenalina e de desilusão completa.Siga, há mais.Mudo para uma baratucha e Walk The Dog para cima.Novo ataque falhado, mas como foi entre sets e o mar estava parado fiz a paradinha e acertou na mouche.Nova luta mas mais leve.Está neste momento lá em baixo na grelha com flôr de sal. 45cm. Vai com saladinha, batatinha cosida e pinga branca.Cana: Lure Exalty 2.70 20-40grs, Carreto: Vega Regal (o StradicFI 4000 vem a caminho ehehehe )Amostra: Excalibur passeante (não sei o nome mas é parecida com a Sammy 110) Linha: Fireline Smoke 0.17. Resumo. Cip sempre ligado directo ao multifilamento. Calma quando encosto o peixe e decidir sem pressas (o mar até o permitia). Levar sempre a máquina digital mesmo que pense que vá gradar.
AB
Nuno

2 comentários:

fisgopeixe disse...

no momento de puxar o peixe, a adrenalina venceu a nossa maneira de pensar as coisas como deve de ser...acontece..mas é sempre chato. mas assim tambem aprendemos com os nossos erros..de certeza que numa situação identica, ja não volta a acontecer.. :-)

Anónimo disse...

É assim com tudo na vida. O golo que não entra porque se quer muito acabar o passe. A impaciência não nos deixa ouvir bem e o outro estranha a resposta !? A serenidade obriga ao silêncio. Não por os peixes teram aquelas grandes orelhas. O pescador aprende que gesto rápido só para urso caçador de salmão em cardume. A vida também dá essa lição.A paciência é uma virtude difícil de atingir.Belos peixes se deixaram já seduzir pela tua paciência. Parabéns.

Pico2009Açores

Videos By NunoJRibeiro

Portugal Maravilha by Luís Quinta